sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

"A Guerra dos Tronos" de George R.R. Martin - Opinião

Sinopse: 
Quando Eddard Stark, lorde do castelo de Winterfell, recebe a visita do velho amigo, o rei Robert Baratheon, está longe de adivinhar que a sua vida, e a da sua família, está prestes a entrar numa espiral de tragédia, conspiração e morte. Durante a estadia, o rei convida Eddard a mudar-se para a corte e a assumir a prestigiada posição de Mão do Rei. Este aceita, mas apenas porque desconfia que o anterior detentor desse título foi envenenado pela própria rainha: uma cruel manipuladora do clã Lannister. Assim, perto do rei, Eddard tem esperança de o proteger da rainha. Mas ter os Lannister como inimigos é fatal: a ambição dessa família não tem limites e o rei corre um perigo muito maior do que Eddard temia! Sozinho na corte, Eddard também se apercebe que a sua vida nada vale. E até a sua família, longe no norte, pode estar em perigo. 
Uma galeria de personagens brilhantes dá vida a esta saga: o anão Tyrion, ovelha negra do clã Lannister; Jon Snow, bastardo de Eddard Stark que decide juntar-se à Patrulha da Noite, e a princesa Daenerys Targaryen, da dinastia que reinou antes de Robert, que pretende ressuscitar os dragões do passado para recuperar o trono, custe o que custar.


Opinião:
Este livro já tinha andado várias vezes nas minhas mãos, ora na Fnac ora na Bertrand. No entanto, acabava sempre por ficar na livraria ao despeito de outros livros que vinham comigo para casa. Até que um dia decidi testar a veracidade da frase da contracapa:
"A Guerra dos Tronos é a mais importante obra de fantasia desde que Bilbo encontrou o anel."
Foi assim que me iniciei nesta fantástica saga. Agora a ler o quinto livro e a única coisa de que me arrependo é não ter começado mais cedo. 
Neste primeiro livro George R. R. Martin dá-nos a conhecer a Família Stark, e é à volta desta que se dá muito do enredo do livro. Seguimos as aventuras e dramas de cada elemento desta família e serão-nos apresentadas outras Famílias cujos destinos se cruzarão, a Baratheon, Lannister, Arryn, Tully, Targaryen entre outras menores. 
Existem personagens para todos os gostos, aqueles pelos quais criamos uma imediata empatia e outros que nos fazem revirar os olhos. Todos os capítulos são na perspectiva de uma personagem diferente, o que nos permite ter conhecimento de perspectivas diferentes e perceber melhor cada personagem e as motivações para as suas atitudes. Num capitulo podemos odiar uma personagem, e no próximo podemos ama-lo por completo.
Não se pode dizer que seja uma leitura rápida, não porque não agarre o leitor, muito pelo contrário, mas é uma escrita muito rica em pormenores e existem muitas personagens, muitos nomes. Para ajudar o leitor a não se perder existe um apêndice dividido por Casas (Famílias), onde tem o brasão, o lema, e os membros dessa casa, desde os filhos ao mestre de armas. Este apêndice não dispensa uma leitura bastante atenta.
Em suma, é um livro brilhante, entusiasmante, com uma escrita arrebatadora e surpreendente. Martin não faz nada por acaso, é tudo pensado até ao ínfimo pormenor, e se pensa que sabe o que vem a seguir, esqueça, isso não vai acontecer. Após acabar "Guerra dos Tronos" fui a correr à livraria mais próxima comprar "A Muralha do Gelo" e acredito que não fui nem serei a única. 

Boas leituras :)

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Para mim "A Muralha de Gelo" foi de longe o mais surpreendente :)

      Eliminar
  2. Olá!

    Engraçado, começei o meu blogue com uma review desta fantástica saga! É absolutamente viciante, já li até ao 9º livro (em PT) e adoro!! :D
    Desejo-vos imenso sucesso para o vosso blogue!

    Beijinhos e boas leituras! :)

    ResponderEliminar
  3. Olá,

    Ainda não leram o volume 6 só pode, esperem e logo vão ver qual é o melhor livro.

    Boas leituras ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, ainda vou no quinto :p Mas eu li uns comentários que não devia, num post teu sobre este grande mestre, e li umas coisas que me deixaram chocada xD

      Eliminar
  4. Eu peguei nesta saga, infelizmente, depois de ver a primeira temporada da série televisiva que, felizmente, o meu irmão me obrigou a ver que me deixou ansioso por ler os livros. Um ano depois e aqui estou eu, pronto para me lançar para o oitavo livro. Simplesmente viciante e maravilhosa. Eu também li uns quantos spoilers aqui e ali (incluindo no apêndice de um dos livros) o que acabou por estragar um pouco a minha leitura do 6º livro que, supostamente, é o melhor. Mas agora vou acabar a saga sem mais nenhum spoiler e digo que o 7º (acabadinho de ler) foi um dos melhores por causa disso mesmo. Concordo plenamente com esta frase da tua opinião: "Num capitulo podemos odiar uma personagem, e no próximo podemos ama-lo por completo." Isto aconteceu-me tantas vezes desde a Cersei ao Tyrion passando pela Sansa e pela Danaerys.

    Abraços e boas leituras!

    ResponderEliminar